8 agosto, 2015

O papel do Pai | segundo a alquimia

Fotos: Tim Coulson (@timcoulson)

arte - frase de impacto - gustavo silva - dia dos  pais 2

dia dos pais - post de gustavo silva - fotos tim coulson (1)Do ponto de vista da Alquimia, o pai é o arquétipo dinamizador da base, das raízes, da sustentação, da estrutura, e por isso, a figura do pai é considerada a mais importante nos primeiros 7 anos de existência de uma criança, fase de abertura e de desenvolvimento. Sem a presença do pai a criança tende a ficar “sem chão”, tende a ficar com uma base fragilizada. A má formação e o mau desenvolvimento nesta fase, muitas vezes causados pela ausência do pai, implica diretamente na falta de sustentação e de segurança na “caminhada” do indivíduo pelo resto da sua vida. Esse Ser Humano possivelmente se desenvolverá como uma pessoa insegura, uma pessoa que não saberá lidar com a matéria, uma pessoa sem instinto e iniciativa diante dos desafios da vida, uma pessoa que não conseguirá expor sua raiva e determinação, tão necessárias em algumas ocasiões.

dia dos pais - post de gustavo silva - fotos tim coulson (2)

Ressalto que não entrarei em nenhuma discussão do que acontece hoje em dia na sociedade contemporânea, na qual muitas mães criam e educam seus filhos sozinhas, dando o melhor de si para suprirem essa falta. Neste artigo, trato do pai e da eventual ausência deste arquétipo sob o ponto de vista da alquimia, em uma visão que nos auxilia a entender a trajetória de vida das pessoas que se propõe ao processo de autoconhecimento.

Infelizmente, nem todas as crianças, mesmo com os pais presentes fisicamente em suas vidas, são contempladas com sua presença verdadeira , aquela que vai muito além da presença física, que é a que verdadeiramente importa. Estamos falando de inteireza, do pai que, após sair de casa para trabalhar e consequentemente prover a família, volta para casa e consegue estar integralmente presente com seus filhos. Aquele pai que cumpre com suas funções de impor limites, que sabe dizer não na hora certa, o pai que cuida e, ao mesmo tempo, oferece a seu filho o amor e o carinho paternos.

Tenho como certo que não adianta nada no desenvolvimento moral e intelectual de um filho ter um pai que não atua e não cumpre seu papel estruturador. Não adianta de nada ter um pai omisso, que deposita na mãe a responsabilidade única de tomar as decisões e conduzir a árdua tarefa de educar, de orientar e, até mesmo, de demonstrar afeto e amor. Estou falando daqueles pais que repetem rotineiramente a frase: “ah vá lá falar com sua mãe…”.

Portanto, neste segundo domingo de agosto, dia de comemorar esse arquétipo, o arquétipo do pai, que nos dá forma, que nos dá base, que nos dá estrutura, desejo que todos possam refletir em como se desenvolverem mais como seres humanos inteiros, com mais discernimento e, principalmente, mais responsabilidade para com seus filhos.

Que todos possam desempenhar seu melhor papel, independente do nível de consciência em que se encontram. Filhos precisam de pais inteiros, pais verdadeiramente presentes, para que, quando cheguem a esta mesma condição de serem PAIS, possam também fazer o seu melhor, espelhados no que aprenderam com o amor, com a entrega, com a dedicação, com a integridade e com a inteireza de seus próprios papais.

dia dos pais - post de gustavo silva - fotos tim coulson (3)Feliz dia dos Pais!!!

gustavo-silva
Gostou? Compartilhe!

Comente esse post no facebook...

Comente aqui no blog!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendados para você...

Voltar ao topo

Confira já o nosso Guia

Procurados, achados e selecionados exclusivamente para você